Resposta ao yahoo!

Postado por Taiane Maria Bonita , terça-feira, 23 de março de 2010 21:21

O que faz alguém saber que gosta ou deixa de gostar? A quantidade de impulsos que você consegue controlar?! Bem, acho que as coisas não exatamente desse jeito.

É lógico! Auto-estima e amor próprio é fundamental em uma relação, mas não somente quando ela termina. O que faz uma pessoa continuar afirmando que é apaixonada por outra mesmo depois uma série de mágoas que ela [provavelmente] guarda após o rompimento de uma relação?
Ninguém nessa vida é completamente ruim ou completamente bom, e ninguém tem o direito de julgar ninguém. As pessoas estão sujeitas a tomarem decisões e atitudes que machucam alguém que de fato foi [ou ( por que não?) ainda é] muito importante na sua vida. Relacionamentos nem sempre acabam porque acabou o amor. O fato é que a função principal de um relacionamento é que as pessoas aprendam e cresçam umas com as outras.

Talvez eu viva em um mundo de arco-íris, mas nesse meu mundo ninguém deixa de amar ninguém. O sentimento que você tem por uma pessoa se transforma, mas nunca deixa de existir. Por que amor precisa [necessáriamente] ter uma conotação sexual? O carinho e respeito que se cria numa relação a dois jamais deixa de existir, e se você acredita que deixa, sinto dizer que talvez aquilo que você pensava que era amor não passava de vaidade e orgulho. Amor é um sentimento sublime, não existe nada mais verdadeiro do que o amor.

Não me entendam mal, não estou aqui defendendo que as pessoas devam cortar os pulsos, ou se jogarem da ponte por causa de uma amor 'perdido'. É certo que o tempo é rei, e uma fase de tristeza no coração é mais do que natural, é primordial, após o término de relacionamento. As pessoas tem sim o direto de sofrerem por relacionamentos aos quais acreditaram um dia, entretanto, tem também o dever de aprender a viver após essa fase. Não é carência, baixa auto-estima, ou qualquer outra coisa que faz uma pessoa sofrer por alguém que a machucou, que a fez chorar, que a fez ouvir música de fossa. Mas sim, o fato de que ela acredita no relacionamento o qual lhe fez muito bem um dia, que lhe fez rir, sonhar, e voar pelas nuvens. As pessoas sofrem, ao término de um relacionamento, por acreditarem que são as coisas boas de um relacionamento que devem ser priorizadas. E quem vai as culpar por isso?!

O mundo não acaba com o término de um namoro, entretanto, é com certeza que afirmo que ele fica sem brilho. Talvez por um mês, talvez por dois, talvez mais, cabe a nós reencontrar o brilho perdido nesse momento. Ver as coisas belas que nos cercam, procurar as cores noutros lugares, algumas pessoas ficariam surpresas com a beleza e delicadeza de uma simples borboleta.

Não é tentando se convencer de que ele(a) não era "bom(a) o suficiente para mim", ou de que umas pessoas são melhores que as outras que se esquece [ou supera] um relacionamento mal resolvido. Como disse anteriormente, talvez isso seja romantismo de minha parte, mas prefiro descartar os maus sentimentos de meu coração e manter os bons. Seguirei sempre com minha vida, mas nunca apagarei o sentimento que tenho em meu peito. A grande questão não é estar junto, ou não estar junto de alguém. A grande questão é ser feliz independentemente de um namorado(a), ou ex-namorado(a). A felicidade está dentro de cada um, quando se tem um relacionamento só se multiplica essa felicidade, isso não quer dizer que ao fim desta, a felicidade precisa se esvair [e com ela o amor].

Contudo, sou uma ETERNA defensora do amor e daqueles que se declaram amando. Defendo o direito de amar, não só o que é bom, não só o que é belo, não só o que é alegre. Defendo o direito das pessoas de preencherem seus corações com essa sentelha divina que é o amor, por todos. Pois amar só aquilo que lhe faz bem é muito fácil.

Resposta ao texto: Quando é preciso controlar os impulsos (Por Sandra Maia)

1 Response to "Resposta ao yahoo!"

Mylla Says:

"O fato é que a função principal de um relacionamento é que as pessoas aprendam e cresçam umas com as outras."

Acho que esse é o resumo da ópera. E o que eu vejo agora, depois de ter esclarecido as coisas, é que tenho de me utilizar desse crescimento pra seguir em frente. Por enquanto sozinha, mas espero que não por muito tempo. Eu gosto das cores do mundo quando compartilho com outra pessoa. :)

:*

Postar um comentário

XD!